Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2019

Agarrados ao YouTube.

Estudos, psicólogos e pais constatam tendência crescente. Influenciadores seduzem com o discurso simples, muitas vezes “proibido”, e com a ilusão da fama e de uma vida faustosa. Mas o que tem de divertido e didático também pode ter de pernicioso - e o caso da “Team Strada” é só o mais recente exemplo disso. Um manual de instruções para lidar com o projeto de estrela que tem lá em casa.
Créditos: Notícias Magazine
Ler

OMS alerta. Europa atravessa surto de sarampo.

O alerta é da Organização Mundial de Saúde. A Europa está passar por um surto de casos de sarampo. A doença regressou com força a quatro países, incluindo o Reino Unido. A OMS apela à intensificação da vacinação.
Créditos: RTP Notícias
Ler e ver
Conteúdo relacionado - Sarampo. Graça Freitas aconselha vacinação a quem viajarEuropa perde terreno em esforços para eliminar sarampo

Como ajudar as crianças a serem mais resilientes? A resposta está no cérebro.

Em entrevista ao Observador, Daniel J. Siegel, coautor do livro "Crianças Sim", explica como os pais podem ajudar os filhos a serem mais recetivos, isto é, mais curiosos e imaginativos.
Créditos: Observador
Ler

Conferência online - Os desafios do youtube para a literacia.

Os Desafios do YouTube para a Literacia – 3 de setembro, 21.30h – 22.30h (Lisboa).
Créditos: Crianças a torto e a Direitos
Ler 

Petição Pública.

Inclusão dos 0-3 anos no sistema educativo - Alteração da Lei de Bases do Sistema Educativo.
Ler

Sabia que todos têm direito à Infância?

Todos somos sociedade e todos somos chamados a conhecer os nossos sistemas e instituições, para nos orgulharmos das suas conquistas e reclamarmos as mudanças necessárias a um maior desenvolvimento e melhoria da vida comum.
Créditos: Público
Ler

BBVA - Aprendemos juntos.

“No hay nada más divertido que reírte de ti misma”, Sara Andrés.
Créditos: El País
Ver e ler

Petição para Comissário Europeu para as Crianças.

Com a oportunidade de um novo Comissário Europeu, a Eurochild – organização da qual o IAC é membro associado – lançou uma petição para recolha de assinaturas em que visa apoiar a criação de um novo cargo na Comissão Europeia – O Comissário Europeu para as Crianças – no próximo mandato da Comissão Europeia, 2019-2024. Com um líder político focado neste domínio, a Europa deverá priorizar o combate aos múltiplos desafios com que as crianças se deparam.
Créditos: Crianças a torto e a Direitos
Ler

Mãos à Obra: o projeto que vai juntar mais de 10 mil jovens para limpar Portugal.

A ideia foi pensada por uma designer gráfica de 19 anos, e até já há quem replique o movimento em Barcelona. Acontece já em setembro.
Créditos: MAGG | Observador
Ler

Entrevista a José Pacheco. “Turmas? Isso é a pré-história da educação”.

José Pacheco defende uma escola sem turmas, sem ciclos, sem testes, sem chumbos. E conseguiu fazê-lo nos anos 1970, numa escola pública - a Escola da Ponte, que hoje se tornou "turismo educacional."
Créditos: Observador
Ler

Caixa da raiva: o melhor recurso contra a raiva e a ira das crianças.

A caixa da raiva surgiu de uma ideia da psicóloga espanhola Marina Martín para ensinar as crianças a controlar a raiva e a ira. Essa ferramenta tem sido recebida como um dos melhores recursos para ajudarmos nossos filhos a autocontrolar suas emoções e sentimentos.
Créditos: Crianças a torto e a Direitos
Ler

Quando os filhos vivem dos sonhos dos pais.

Os filhos identificam os sonhos dos pais à distância. Muitas vezes, tomam-nos como seus. Unicamente porque, à escala do que um filho sente, assumir os sonhos de um dos pais é uma declaração de amor.
Créditos: Observador
Ler

A diversidade deve começar na escola? Sim. “Caso contrário, vamos continuar a reproduzir estereótipos”.

O P3 desafiou cinco jovens a apontar as causas do futuro. Eles querem uma sociedade mais diversa e inclusiva, sem discriminação de género, étnica ou de orientação sexual. Querem mais diversidade no Parlamento. E onde se pode aprender a respeitar a individualidade de cada um? Onde se aprende quase tudo: na escola. Este é o último texto de uma série de quatro.
Créditos: Público | P3
Ler

Listening and reading evoke almost identical brain activity.

Whether the words of a story come from listening or reading, it appears that the brain activates the same areas to represent their semantics, or meaning, according to new research.
Créditos: Medical News Today
Ler

Infocedi nº 81 - Pedofilia e abusos sexuais.

«Pedofilia» é um conceito da área da Psiquiatria que define uma perturbação que se insere no grupo das parafilias. Implica uma perturbação mental no indivíduo. 
Créditos: IAC | CEDI

Ler

Os “pulmões do planeta” estão a arder. Estas ilustrações são um protesto.

A 20 de Agosto, um dia quente em São Paulo transformou-se numa noite fria — que chegou antes do pôr do Sol. Uma frente fria encontrou-se com a fuligem das queimadas provocando um "fenómeno óptico que escureceu o céu", explicou Carlos Nobre, especialista da Amazónia, ao jornal brasileiro Globo. Os ecossistemas da floresta amazónica são os mais afectados pelo aumento do número de fogos no Brasil: mais de 72 mil focos de incêndio contabilizados até domingo, um aumento de 82% em relação ao ano passado. Apesar do clima estar mais seco do que em 2018, a maior parte dos incêndios é provocada por acção humana, "seja acidental ou propositada", apontam os investigadores citados pela imprensa brasileira. "A culpa não é do clima, ele só cria as condições, mas alguém coloca o fogo”, afirmou Alberto Setzer, ao Estadão.
Créditos: Público | P3
Ler

Portugal perdeu quase nove mil escolas públicas desde o início do milénio.

Foram as instituições do 1.º ciclo as mais afetadas. A reorganização da rede escolar, durante o governo de José Sócrates, distanciou as aldeias dos centros urbanos e justificou o fecho de escolas. Mas foi a taxa de natalidade o que mais influenciou o cenário atual, diz a tutela.
Créditos: DN
Ler

Associação Portuguesa de Bioética defende condições nas escolas para transexuais.

APB considerou que a legislação sobre identidade de género representa uma “importante evolução civilizacional” e defende que as escolas devem garantir as condições necessárias.
Créditos: Observador
Ler

Linha Internet Segura já recebeu mais de 300 denúncias de conteúdo ilegal e quase todas envolvem menores.

Serviço operado pela APAV apoia quem tem dúvidas e recebe denúncias de vídeos e imagens impróprios.
Créditos: Renascença
Ler

Alunos transgénero não serão mais de 200, adianta secretário de Estado.

Reagindo à polémica em torno do despacho para a protecção da identidade de género nas escolas, o secretário de Estado da Educação João Costa adianta que são só “pseudo-factos” para criar um “clima de alarmismo social”.
Créditos: Público
Ler
Conteúdo relacionado - Identidade de género: “Estão em causa crianças e jovens que se sentem alvo de chacota” - Pais defendem despacho sobre identidade de género nas escolas

Jovens viciados em jogos de computador são cada vez mais novos.

Há cada vez mais jovens dependentes de jogos de computador. Para muitos o problema já só se resolve com o internamento.
Créditos: RTP Notícias
Ver

Não será a vontade dos alunos a determinar a que casas de banho vão, mas sim o sexo a que pertencem.

Novo diploma sobre identidade de género nas escolas está a motivar uma onda de protestos. Ministério da Educação esclarece que só alunos “em situações muito particulares” poderão escolher instalações independentemente do seu sexo de origem.
Créditos: Público
Ler

A descoberta da sexualidade na adolescência.

Nestas idades, assistimos a uma maior necessidade de privacidade, comportamentos exploratórios do corpo, primeiros sinais de preocupação com auto-imagem, alguma vergonha de expor os primeiros sinais pubertários.
Créditos: Público
Ler

Em 2018, foram identificadas mais de 300 crianças que não iam à escola.

As situações que colocam em causa o direito à educação, como o absentismo, abandono escolar e insucesso, estão em terceiro lugar entre as mais diagnosticadas pelas CPCJ. Rapazes são as principais vítimas.
Créditos: Público
Ler

Campo de formação e férias para adolescentes.

Campo de formação e férias a realizar de 1 a 7 de setembro, em Ribamar da Lourinhã. Atividade organizada em parceira com a JARC (Juventude Agrária e Rural Católica), destinada a pré adolescentes e jovens entre os 8 anos e os 16 anos. Ainda se aceitam inscrições.



Caso Team Strada. E agora, como é que lido com os meus filhos? Experimente começar com uma conversa.

As notícias da semana passada sobre a Team Strada e o fascínio pelo mundo dos youtubers e influencers voltou a chamar a atenção para os riscos dos comportamentos online desregrados. Numa sociedade em que nascemos “com o nariz colado ao ecrã”, duas psicólogas sugerem estratégias para que os pais possam ajudar os filhos a fazer uma utilização segura da Internet. As conversas sem julgamento de valor criam espaço para fazer perguntas, partilhar angústias e promover o juízo crítico — mas nem sempre é fácil saber por onde começar.
Créditos: SAPO 24
Ler

Conteúdo relacionado
Sabemos onde andam os nossos filhos?
Team Strada. Comportamento de youtuber de 36 anos com adolescentes “não é normal”

EU Kids Online: Como é a Internet usada pelos jovens e pelas suas famílias?

Esta investigação tem como objetivo conhecer como as crianças e jovens usam a internet e os meios digitais, e qual o impacto que estas experiências têm no seu bem-estar e no seu desenvolvimento.​
Créditos: 90 Segundos de Ciência | ITQB NOVA, FCSH NOVA, Antena 1
Ouvir e ler

A “desigualdade afectiva” é uma máquina de fazer pobres.

A rede de apoio das pessoas pobres é formada por pessoas pobres como elas e por redes institucionais, que dão algum apoio, mas também controlam.” Esta foi uma das conclusões a que chegou a socióloga Elsa Teixeira, depois de entrevistar mulheres que viviam em situação de privação. De dinheiro, mas também de afecto.
Créditos: Público
Ler

Os jovens apostam tudo numa “democracia mais transparente” — e querem entrar.

O P3 desafiou cinco jovens a apontar as causas do futuro. E se eles agradecem não ter conhecido outro tipo de regime, conseguem perceber que a democracia está a precisar de defensores. E, ao contrário do que os adultos podem achar, os mais novos querem chegar-se à frente. Este é o terceiro texto de uma série de quatro.
Créditos: Público | P3
Ler

Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção: quando a ignorância faz vítimas inocentes.

Pela ética e pela saúde das nossas crianças e suas famílias temos de combater a ignorância de terceiros que fogem quando a floresta arde, deixando para trás as vítimas inocentes.
Créditos: Observador
Ler

Homo digitalis.

Em todo o mundo, o imenso potencial tecnológico em marcha arrasta consigo um leque de consequências sociais e psicológicas impossíveis de vislumbrar.
Créditos: Público

Ler

Javier Urra: 'Sobreproteger no es educar'.

Javier Urra em entrevista à El Toro TV a propósito da publicação do seu livro mais recente intitulado Deixe crescer, ou o seu filho em vez de uma árvore forte será um bonsai.

Conteúdo relacionado - Javier Urra: En la familia no hay que perder los roles. Uno es el padre y otro el hijo.

“A brincar também se educa”. Um guia para envolver os pais e afastar as crianças dos ecrãs.

90% das crianças entre 5 e 14 anos já têm telemóvel e preferem o smartphone aos jogos tradicionais. Os pais têm cada vez menos tempo. Ma os especialistas alertam: brincar sem ecrãs é fundamental.
Créditos: Observador

Ler

2084 Imagine.

Em 2084 Imagine interpela-se o futuro a partir da reflexão de personalidades que imaginam hoje os dias de amanhã. Personalidades portuguesas e estrangeiras ligadas à ciência falam com Graça Castanheira sobre o nosso mundo e o nosso futuro.
Créditos: RTP Play
Ver

BBVA - Aprendemos juntos.

"No temas equivocarte, nunca es tarde para aprender", Carol Dweck.
Créditos: El País
Ver e ler

“Ainda temos crianças na rua. Há anos em que são mais as raparigas do que os rapazes em fuga”.

As fugas de menores estão agora mais relacionadas com a Internet, diz Matilde Sirgado, coordenadora do Projecto Rua do Instituto de Apoio à Criança. Há 25 anos, a realidade era outra: “Dormiam nas grelhas do metro, casas abandonadas, carros velhos. Fingíamos todos que não víamos.”
Créditos: Público
Ler

A geração de filhos que se sentem trocados pelo telemóvel.

Telemóvel: Quando os pais o colocam à frente dos filhos.
“Só um segundo, filho! A mãe está só a acabar esta story e já falo contigo!”
Esta frase, que podia ser tirada de um cartoon, serve perfeitamente como alegoria a uma questão extremamente contemporânea que tem vindo a contaminar as relações entre pais e filhos. Cerca de 42% das crianças com idades entre 8 e 13 anos sentem-se trocadas pelo telemóvel dos pais. Esta é uma constatação do estudo Digital Diaries, realizado em junho por uma das maiores empresas globais de tecnologia de segurança.
Créditos: Crianças a torto e a Direitos
Ler

Conteúdo relacionado
Campanha para os pais largarem o celular quando estiverem com os filhos

Do bullying.

Apesar de sublinhar o decréscimo do volume de episódios de bullying reportados, a natureza das relações entre os adolescentes continua com contornos que suscitam atenção de professores, técnicos e pais.
Créditos: Público

Ler

Sabemos onde andam os nossos filhos?

Esta semana, os adultos passaram a conhecer a chamada “Team Strada”. Sim, os adultos, porque as crianças e jovens portugueses há muito que conhecem este adulto que terá 36 anos, angariador de miúdos que desejam ser youtubers (nome chique) e influencers. Que é como quem diz, alguém famoso que ganha dinheiro a fazer vídeos parvos e tem uma legião de seguidores.
Créditos: DN | Life
Ler

Conteúdo relacionado
- Team Strada. Comportamento de youtuber de 36 anos com adolescentes “não é normal”

Geração Z: versáteis e impacientes, vão ter que trabalhar até aos 70 (pelo menos).

Nativos digitais, gostam de trabalhar a partir de casa; valorizam um bom ambiente de trabalho e têm grande “capacidade de adaptação”. Não querem sair do país, mas preferem emigrar a mudar de cidade dentro de Portugal. Estão a aprender a desligar — e ainda bem, porque vão trabalhar mais 50 anos.
Créditos: Público | P3
Ler

Como a televisão "trash" deu poder a uma vaga de líderes populistas.

Um estudo italiano mostra como as crianças que cresceram em cidades com acesso à Mediaset de Berlusconi e aquelas que tiveram uma infância com tantas novelas ou entretenimento light se tornariam eleitores mais permeáveis aos populismos.
Créditos: Público | Ípsilon
Ler

Conteúdo relacionado
- Haverá antídoto para a desinformação?

Ana Moniz: “Há grandes tragédias no mundo, porque alguém não teve coragem de desobedecer”.

Este Livro Não É Para Fracos, da psicóloga Ana Moniz, é para todos. Depois de o ler, aquela parte de si que impele à coragem, ao altruísmo, à justiça, a pensar pela sua própria cabeça e a agir em conformidade vai agitar-se. Escrito de forma muito clara, ajuda não só a perceber que agir com coragem está ao alcance de todos como a saber o que fazer para que as nossas crianças e jovens cresçam mais autoconfiantes, assertivas e corajosas. O mundo seria um lugar melhor e muito mais bem frequentado com gente assim.
Créditos: DN Life
Ler

“Brincar devia ser uma tarefa tão obrigatória como lavar os dentes”.

Inês Afonso Marques, autora do livro A brincar também se educa, assegura que 15 minutos por dia de brincadeiras entre pais e filhos podem fazer uma diferença significativa no desenvolvimento das crianças. Com uma seleção de atividades simples que podem ser feitas em família, a psicóloga clínica pretende desmistificar a ideia da falta de tempo dos pais.
Créditos: DN Life
Ler

BBVA - Aprendemos juntos.

"¿Qué puede enseñarnos un director de orquesta?", Benjamin Zander.
Créditos: El País
Ver e ler

Surgirá uma inteligência maior do que a humana?

Existe um cenário no qual nem mesmo o aprendizado contínuo seria suficiente para garantir os postos de trabalho: o da singularidade tecnológica.
Créditos: El País | Brasil
Ler e ver

BBVA - Aprendemos juntos.

“No basta con querer a los hijos, también hay que creer en ellos”, María Jesús Álava Reyes.
Créditos: El País
Ver e ler