Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2018

Lessons from the longest study on human development | Helen Pearson

Uma palestra baseada em estudos científicos e legendada em língua portuguesa sobre as questões da parentalidade.



Bibliotecas de Verão.

Divulgação das bibliotecas que funcionam no verão como apoio às zonas balneares e de lazer. Créditos: RNBP | Rede Nacional de Bibliotecas Públicas Ver

Mãe, ‘Eu saí da moldura’.

Numa comunicação aos pais dos alunos de um colégio, o P. Nuno Burguete, sj, iniciava a sua conferência fazendo a seguinte afirmação: “Vocês amam os filhos que não conhecem.” Créditos: ponto sj Ler

Regresso à escola acontece entre 12 e 17 de setembro.

Terceiro período vai mesmo durar apenas mês e meio.
Créditos: rr sapo

Ler

20 de junho - Dia Mundial do Refugiado.

La importancia de las humanidades en la educación del siglo XXI.

La tecnología cada vez está más presente en las aulas, y no solo a nivel de dispositivos, sino también en la carga curricular. Robótica y programación se hacen hueco entre las matemáticas y las asignatura de biología pero, ¿dónde están quedando las humanidades? Filósofos e historiadores alertan con preocupación que desde hace años se está dando más valor a los conocimientos técnicos y se está pormenorizando las disciplinas ligadas al humanismo: arte, filosofía, historia, literatura, etc. Estos conocimientos quedan relegados a asignaturas de contenido para memorizar… ¡pero son mucho más que eso! Créditos: tiching Ler

Por qué es tan importante cómo miras a tu hijo.

Escritor y divulgador, Álex Rovira cree profundamente en el poder transformador de la palabra y de nuestra mirada hacia los demás. En sus reflexiones, aborda tanto cuestiones relacionadas con la innovación, la creatividad y la dinámica de equipos, como contenidos relacionados con la psicología, la filosofía, la antropología o la sociologia. Créditos: El País Ouvir e ler

Menos de um filho por mulher. Assim o país não repõe a população.

O alerta é lançado pelo Observatório de Natalidade e Envelhecimento, que no mais recente estudo sobre fecundidade em Portugal deixa recomendações sobre algumas das medidas a tomar para inverter a tendência. Créditos: rr sapo Ler

A propósito do Campeonato do Mundo 2018 ...

Crianças superprotegidas têm mais dificuldade em lidar com a frustração.

Estudo que analisou interacção de 422 crianças com as respectivas mães sugere que aquelas que são sujeitas a um excessivo controlo tendem a revelar dificuldades em gerir as emoções e os impulsos em idades mais avançadas. Créditos: Público Ler

Não estudam nem trabalham: mais de 160 mil jovens portugueses são “nem-nem”.

Dos jovens portugueses inscritos no serviço público de emprego, 59% são desempregados e 41% não se encontra registado nos serviços de emprego, educação e formação. Créditos: Economize | Jornal Económico Ler

Bruxelas garante “humanos a mandar” na inteligência artificial.

Este é o novo dogma da União Europeia para a inteligência artificial. Faltam os padrões pelos quais possa regular as suas políticas e também chegar a acordo com todos os actores políticos, num momento em que está quase tudo por fazer. Créditos: Público Ler

Melhores alunos estudam uma hora por dia depois das aulas.

Nas semanas anteriores aos exames, o tempo dedicado ao estudo aumenta para cinco horas. Este ritmo não é suficiente no superior, concluiu investigação na Universidade do Porto. Créditos: Público Ler

A escola e os alunos que desafiam o ranking.

Adil, Isabel, Mamadú, Gabriel, Tiago e Cristiana são alunos da Escola de Apelação, em Loures, aquela com as médias mais baixas do Ensino Básico no ano letivo 2016/17. Eles e tantos outros provam que é possível mudar o destino de uma escola.
Créditos: Notícias Magazine
Ler

OMS classifica distúrbio de videojogos como doença mental.

O problema é definido como uma “falta de controlo crescente” que impede a realização de actividades normais num período superior a um ano.
Créditos: Público
Ler

Franco Berardi: “O pensamento crítico morreu”.

A possibilidade de futuro passa por estarmos abertos ao imprevisível, afirma o filósofo italiano Franco Berardi. Entre alertas e críticas, diz-nos que a UE apenas tem contribuído para o empobrecimento sistemático dos europeus.
Créditos: JE | Jornal Económico
Ler

Estudar na véspera do exame? Não, o melhor é relaxar.

“O que está sabido, está sabido.” Na véspera do exame, de pouco vale tentar estudar matéria que ainda não está sabida. Resta rever, recuperar dos dias de esforço e descontrair. São alguns dos conselhos deixados por especialistas. A ansiedade é normal. Créditos: Público Ler

Conteúdo relacionado
- O segredo para os exames? Comer, dormir e… estudar.

El mundo en 2050 - La transformación del ser humano.

¿Frenaremos el envejecimiento? ¿Encontraremos vida extraterrestre? ¿Nos superará la inteligencia artificial? OpenMind, ‘Materia’ y EL PAÍS buscan respuestas a los mayores desafíos de la humanidad, en un debate con cuatro de los mayores expertos del mundo. Estas son sus conclusiones. Créditos: El País Ler

Conteúdo relacionado
- Mitchell Baker: “No sabemos protegernos ‘online’ como lo hacemos ‘offline’”

La imaginación creadora.

Vivimos una era comandada por máquinas cuyo previsible comportamiento empieza a no ser tan previsible. Créditos: El País Ler

Para reactivar o "elevador social" é preciso apostar no pré-escolar, sugere OCDE.

Estudo da OCDE aponta Portugal como um dos países com menor mobilidade social. “As hipóteses de os jovens terem uma carreira de sucesso dependem fortemente das suas origens sócio-económicas e do capital humano dos pais”, criticam peritos. Créditos: Público Ler

Conteúdo relacionado
- Quem nasce pobre fica “colado ao chão” até durante cinco gerações

Temos a responsabilidade de investir nas pessoas e de desenvolver uma globalização justa que sirva todos.

No âmbito da edição de 2018 do Dia do Jornalismo de Impacto, o Secretário-Geral da ONU analisa o caminho a percorrer para atingir os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável. Créditos: Público Ler

Plantar e colher.

Décima primeira crónica do blogue 'Cuidando e contando: crónicas de uma neuropediatra', da autoria de Teresa Temudo. Créditos: Visão Ler

Dias do Avesso - Quando a conversa muda o cérebro.

Série de Conversas diárias entre a jornalista (Isabel Stilwell) e o psicólogo (Eduardo Sá). O que temos cá dentro e o que, à nossa volta, choca de frente connosco ou nos surpreende. Os sentimentos, relações e pessoas que há por trás de quem aparece. Créditos: RTP Play Ouvir

Há sinais de novas formas de exploração infantil em Portugal.

O fenómeno do trabalho infantil em Portugal está em queda, mas há uma nova realidade à espreita, que passa pela exploração de crianças migrantes. Alerta parte de especialista da Universidade do Minho, neste Dia Mundial de Luta Contra o Trabalho Infantil. Créditos: rr sapo Ler

A minha filha corta-se. O que devo fazer?

Muitas são as incertezas, os medos, as dúvidas e as questões que se levantam quando abraçamos o desafio da parentalidade, mas acredito que haverão poucas coisas mais perturbadoras para os pais do que a descoberta de que o seu filho se magoa de forma deliberada. Um texto da psicóloga, Sónia Fernandes. Créditos: Sapo LifeStyle Ler

Quem nasce pobre fica “colado ao chão” até durante cinco gerações.

Num novo relatório, divulgado nesta sexta-feira, a OCDE aponta Portugal como um dos países com menor mobilidade social. As origens sócio-económicas e o “capital humano” dos pais ainda são o que mais pesa na hipótese de conseguir uma carreira profissional de sucesso. Créditos: Público Ler

Conteúdo relacionado
- Há menos alunos a manifestar intenção de entrar no ensino superior

A (nova) relação entre pais e filhos.

Numa altura em que a dinâmica familiar tem sofridos muitas alterações, falamos com a psicóloga Catarina Lucas sobre a educação e valores que os pais transmitem aos filhos. Créditos: mood sapo Ler

O que acontece quando os pais trocam os filhos pelos smartphones.

Profissionais de saúde infantil contam ao DN que há pais que não conseguem parar de utilizar os dispositivos eletrónicos nem quando vão às consultas com os filhos. Créditos: DN Ler

Estudar (mais) é preciso.

Nos últimos quarenta anos, Portugal tem conhecido um percurso de inquestionável reconhecimento no plano nacional e internacional em matéria de formação. Todavia, os níveis de população com formação superior estão ainda aquém do que seria desejável alcançar. Créditos: DGES Ler

“A pobreza está na base de uma grande percentagem" das retiradas de crianças às famílias.

Advogada Paula Penha Gonçalves defende uma fiscalização do trabalho feito pela Segurança Social. "O que não é fiscalizado ou fiscalizável é sempre perigoso", diz. Créditos: Público Ler

Férias no Museu.

Programa de férias especialmente pensado para que as crianças possam partilhar experiências e aprender de forma divertida e descontraída, durante os períodos de descanso escolar. Créditos: Museu Nacional de História Natural e da Ciência Ler

Férias com ciência.

Cientista, matemático, cozinheiro, jornalista, fotógrafo, biólogo, astronauta ou paleontólogo. Nas Férias com Ciência do Pavilhão do Conhecimento, as crianças entre os 5 e os 12 anos podem ser quem quiserem. Créditos: Pavilhão do Conhecimento | Centro Ciência Viva Ler

Ensinar e aprender: de herdeiros a deserdados.

Para os heróis de 68, a maior conquista foi o descrédito da autoridade e a rutura com a tradição. Como se autoridade se opusesse a liberdade; como se o aluno não tivesse nada para receber. E assim os herdeiros de outrora deram lugar a deserdados solitários. Créditos: Ponto SJ (jesuítas em Portugal) Ler

Neurociência mostra como empatia muda relações na sala de aula e na sociedade.

Ler, dançar, andar na natureza, medita e estudar música pode conectar as pessoas e ajudar educadores em uma transformação social. Créditos: Porvir Ler

"É importante os pais estimularem a motricidade fina".

A psicóloga Mónica Figueira defende que a motricidade fina, "a capacidade de pegar nas coisas, nos objetos pequeninos", deve ser estimulada. Créditos: TSF Rádio Notícias Ler e ouvir Conteúdo relacionado - Muitas crianças não conseguem pegar numa caneta por causa da tecnologia

Perceber a dislexia.

Ter um filho com dislexia pode ser uma experiência traumática. Imagine-se, então, ser a própria criança disléxica. Numa espiral marcada pela falta de informação, a frustração e a baixa autoestima, está na hora de acabar com preconceitos e perceber, exatamente, de que falamos quando falamos de dislexia. Créditos: Pais & Filhos Ler Conteúdo relacionado - dislex - Associação Portuguesa de Dislexia

Os benefícios da leitura.

Mais vale prevenir...

Sim, os cuidados a nível da saúde mental têm sido negligenciados. Porque são feridas que não se vêem.  créditos: Público Ler

Inglaterra. Mãe quer que SNS diagnostique filho com vício do jogo na Internet.

O Serviço Nacional de Saúde britânico prepara-se para reconhecer, pela primeira vez, que um jovem sofre de um vício de jogo na Internet. Não sai de casa há um ano.

Créditos: Observador

Ler

Campanha para os pais largarem o celular quando estiverem com os filhos.

Conectados


A participação dos pais na vida escolar dos filhos - Jornal Futura - Canal Futura.

"Sem a ação dos pais não há educação de verdade. Então, a participação da população não é só direitos. É dever? Não. É necessidade.", Vitor Paro.

Papel da família na educação - Sueli Gehlen Frosi

Sueli Ghelen Frosi, da Escola de Pais do Brasil, afirma que os pais e as mães são sempre educadores e que devem ser parceiros da escola, para a humanização dos filhos.

Conteúdo relacionado - A importância da participação dos pais na vida escolar

Moedas: “Tecnologia vai destruir empregos, mas criará outros que nem imaginamos”.

O Comissário Europeu esteve presente este domingo nas conferências Horasis, em Cascais. Créditos: Dinheiro Vivo Ler

Escola: bons resultados devem ser premiados?

Premiar o desempenho escolar de forma sistemática pode inibir a dedicação, o esforço, a responsabilidade e a autonomia dos mais novos. Até porque estudar é uma obrigação, pensam os pais e dizem os especialistas. Créditos: Notícias Magazine Ler

Excesso de atividades extracurriculares pode prejudicar as crianças.

Os malefícios incluem uma menor conexão entre pais e filhos ao tornar a rotina das crianças exaustiva. Créditos: minhavida.com Ler

Crianças francesas vão deixar de usar telemóvel na escola.

Parlamento aprovou nesta quinta-feira lei. Os professores também estão abrangidos. Créditos: Público Ler Conteúdo relacionado - Vantagens e desvantagens de levar o telemóvel para a escola

O papel dos pais no processo de orientação.

Os pais, ou os adultos que desempenham um papel educativo preponderante na vida das crianças e dos jovens, são “pessoas especiais”. Créditos: DGE Ler

Conteúdo relacionado
- Os pais e a aprendizagem dos filhos
- Projeto Escola de Pais

15 necessidades de seu filho que você deve atender para que ele tenha uma boa saúde mental.

Mostrar carinho, estabelecer limites claros e sintonizar no plano emocional são aspectos fundamentais. Créditos: El País Ler

Provas de aferição: problema não é só a cambalhota é também a saúde.

Investigador diz que "decadência da cultura motora" é problema, mas que dificuldades não devem ser empoladas em crianças do 2.º ano. Créditos: DN Ler

8 formas de desenvolver a confiança da criança para conquista de resultados.

Os níveis de confiança e autoestima de uma pessoa estão diretamente relacionados à uma vida saudável, feliz e satisfatória. Sem elas, nos tornamos fracos, medrosos e extremamente inseguros sobre nossa capacidade de enfrentar desafios e conquistar objetivos. Créditos: Novos Alunos Ler

Conteúdo relacionado
- Educação dos filhos: veja os 9 erros mais comuns dos pais
- Entenda a importância da motivação infantil para a vida adulta

BBVA - Aprendemos juntos.

“Sed los entrenadores emocionales de vuestros hijos”.
Créditos: El País

Ver e ler

Deixem-nos saltar!

Não se pode culpar apenas o sistema de ensino por as crianças não saberem brincar.
Créditos: Visão

Ler

Conteúdo relacionado
- Provas de aferição. Onde falham os alunos? Quando é preciso raciocinar

Portugal ainda tem muito caminho a fazer na obesidade infantil, mas os sinais são animadores.

A Iniciativa Europeia de Vigilância da Obesidade Infantil da OMS (ou COSI) é um sistema de vigilância que, há mais de 10 anos, mede as tendências de excesso de peso nas crianças em idade escolar. O COSI estuda  mais de 300.000 crianças em toda a Região Europeia da OMS a cada três anos. Créditos: Nutrimento Ler Conteúdo relacionado - Comer e aprender - Adolescentes com excesso de peso são adultos mais sujeitos a ataques cardíacos - Estudo - Livro digital | "Comer, beber e viver"

Que tipo de adultos são os “millennials”?

Estudo retratou a geração através de um inquérito a jovens adultos de cinco países da OCDE. Portugueses fumam e bebem menos e não são grandes adeptos dos transportes públicos.
Créditos: P3

Ler