Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2019

Bullying e cyberbullying, há mais raparigas vítimas e mais rapazes agressores.

Estudo sobre problemas comportamentais dos jovens revela que a maioria não está ligada a estas formas de agressão. Dos envolvidos, 13% dos rapazes assumiram-se como agressores ou vítimas provocadoras no bullying e 7,9% admitiram o mesmo papel em relação ao cyberbullying. Recomendam-se programas dedicados à resiliência.
Créditos: Educare
Ler

Falta tempo às crianças para brincar e brincam pouco com os pais.

A maior parte dos mais novos brinca na escola e só 2% brincam na rua, revela estudo do Instituto Politécnico de Coimbra. Académicos mostram-se preocupados com tempo dedicado às atividades motoras na infância.
Créditos: Rádio Renascença
Ler

BBVA - Aprendemos juntos.

“Seamos contemporáneos, vivamos conscientemente nuestro momento”, Juan Luis Arsuaga.
Créditos: El País
Ver e ler

OMS: para crescerem saudáveis, crianças devem sentar menos e brincar mais.

Novas diretrizes da agência destacam atividades físicas, comportamento sedentário e sono para crianças com menos de cinco anos; mais de 23% dos adultos e 80% dos adolescentes não são suficientemente ativos fisicamente.
Créditos: ONU News
Ler

Conteúdo relacionado
 - Ending childhood obesity

Como posso eu apoiar a escolaridade dos meus filhos ?

As inúmeras oportunidades que existem num simples percurso escola-casa ou numa ida a um espetáculo.
Créditos: Público | Culto
Ler

União Europeia – Factos e números.

Quantas pessoas vivem em Itália? Qual é o sistema político na Lituânia? E como se chama a capital de Chipre? Descubra as respostas a estas e a muitas outras perguntas na versão atualizada da brochura "União Europeia - Factos e números". Esta brochura tem um formato prático e dá informações essenciais sobre a União Europeia e as suas instituições, Estados-Membros e países candidatos. Contém factos sobre as línguas oficiais, os sítios Web dos governos e outros dados úteis sobre cada país. Esta publicação está disponível nas 24 línguas oficiais da UE.
Créditos: Conselho da Europa
Ler

Plataforma - Combate às Fake News.

A agência Lusa, em parceria com a agência espanhola EFE, criou um site para explicar o que são as “notícias falsas”, também conhecidas por fake news. No site criado, poderão ler-se notícias, entrevistas, estudos e ficar a conhecer a legislação europeia sobre o tema.
Créditos: Lusa Agência de Notícias de Portugal
Ver e ler
Conteúdo relacionado
UE quer reforçar combate às 'fake news' até às eleições europeias - Parlamento aprova resolução de combate às fake news


Conversas parentais.

Estratégias de estimulação no desenvolvimento da criança dos 0 aos 3 anos. Inscrição gratuita, mas obrigatória até dia 4 de maio.

Quando é que os bebés de um ano de idade podem ver vídeos no telemóvel? Nunca, diz a OMS.

A Organização Mundial da Saúde publicou ontem novas recomendações sobre o tempo de exposição de crianças a aparelhos eletrónicos. Dos 2 aos 4 anos, por exemplo, não devem estar mais de uma hora por dia em frente a um ecrã. Veja aqui todas as normas.
Créditos: Visão
Ler

Famílias de acolhimento vão ter direito a benefícios fiscais, faltas, baixas e abonos.

Há muito que se fala de mudanças na Lei de Proteção de Crianças e Jovens em Perigo sobre famílias de acolhimento. Agora vai haver novas medidas. O projeto de decreto de lei está em consulta pública a partir de hoje e por um mês.
Créditos: DN
Ler

Conferência Trabalho 4.0: Tecnologia, Trabalho e Emprego no Séc. XXI.

A conferência internacional Trabalho 4.0: Tecnologia, Trabalho e Emprego no Séc. XXI, levada a cabo pelo CoLABOR – Laboratório Colaborativo para o Trabalho, Emprego e Proteção Social, decorrerá no dia 29 de abril, segunda-feira, na Fundação Calouste Gulbenkian. O propósito desta conferência é debater os impactos das novas tecnologias sobre o emprego e o trabalho no presente e no futuro.
Créditos: CoLABOR
Ler

Os chimpanzés não contam histórias.

Uma escola de Barcelona retirou livros como "A Bela Adormecida" e o "Capuchinho Vermelho", por as considerarem histórias tóxicas ou sexistas. E o mais grave é que esta onda populista não parece parar.
Créditos: Observador
Ler
Conteúdo relacionado - Escola espanhola retira “Capuchinho Vermelho” e outros contos por considerar histórias sexistas

Nem chumbar, nem passar. Nesta escola, a única alternativa é aprender.

Na Marinha Grande, os chumbos são residuais, mas, para consegui-lo, os professores “fazem o pino”. Fará sentido não reprovar alunos? Especialistas dizem que sim, mas falta encontrar a fórmula mágica.
Créditos: Observador
Ler

Ambiente e agricultura são áreas de “futuro e necessárias”, mas há cada vez menos alunos.

Número de estudantes colocados em cursos destas áreas tem vindo a diminuir. Professores falam em “contradição” entre discursos de preservação do ambiente e procura dos estudantes.
Créditos: Público
Ler

BBVA - Aprendemos juntos.

"Cómo enseñar empatía a los niños", Boris Cyrulnik.
Créditos: El País
Ver e ler

Escola espanhola retira “Capuchinho Vermelho” e outros contos por considerar histórias sexistas.

Ao todo, a escola Táber decidiu retirar 200 livros da sua biblioteca para crianças até aos seis anos por considerar que eram sexistas. Há outras escolas espanholas a seguirem o mesmo caminho.
Créditos: Observador
Ler

Cidadania 45 Anos Depois.

25 de abril sempre! A ideia permanece inspiradora? Liberdade, direitos, deveres, democracia. 45 anos depois, o espírito de abril no centro do debate entre os mais jovens e os históricos que o fizeram e viveram. Cidadania 45 Anos Depois, no Prós e Contras, em direto da Praça do Município, em Lisboa.
Créditos: Prós e Contras - RTP Play

Ver

Três horas para brincar e pelo menos 10 horas para dormir. As recomendações da OMS para crianças com menos de 5 anos.

A Organização Mundial de Saúde divulgou esta quarta-feira um conjunto de recomendações sobre atividade física e momentos de repouso para crianças com menos de cinco anos. Muita corrida e poucos ecrãs.
Créditos: Observador
Ler

CGI Animated Short Film HD "The Controller ".

Uma curta-metragem de Bob Yong, Kang Yung Ho e Ian Ie, da Faculdade de Arte e Design, de Ringling.  Os papéis são invertidos, quando uma mãe controladora fica presa no jogo do seu filho. Desamparada, ela tem que ouvi-lo, para conseguir escapar do mundo desconhecido.

A inteligência emocional e o futuro da educação.

A inteligência emocional refere-se à capacidade que uma pessoa tem para reconhecer e identificar as suas próprias emoções e as dos outros. Esta inteligência pode-se aprender e treinar, estando demonstrado que está altamente relacionada com o êxito profissional e/ou académico e com menores níveis de stress.
Créditos: Público | P3
Ler

Teresa Calçada, comissária do Plano Nacional de Leitura: “A educação sai cara, mas a ignorância é muito mais cara”.

Neste dia mundial do livro, o Plano Nacional de Leitura trá-lo para as ruas de Lisboa. Falámos com a comissária do PNL: "Estamos no caminho certo, mas ainda há muito a fazer".
Créditos: Observador
Ler

Portal da Oferta Formativa.

Plataforma tecnológica nacional para a pesquisa personalizada de oferta educativa e formativa existente no sistema educativo e formativo português.
Créditos: Ministério da Educação
Ler

Escola: o terceiro período começa hoje. Como ajudar o seu filho a estudar neste mês e meio final.

Um mês e meio passa num instante, com testes e exames uns a seguir aos outros, mas para muitos é decisivo e pode significar a diferença entre passar e chumbar. Os especialistas Jorge Rio Cardoso e Renato Paiva dão conselhos a pais e a filhos sobre o que fazer para ter sucesso escolar.
Créditos: DN | Life
Ler

RELATÓRIO: EU Kids Online Portugal.

O inquérito Kids Online, realizado entre março e junho de 2018, foi coordenado pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e contou com o contributo da Direção Geral de Educação e da Associação DNS.PT.
Créditos: Internet Segura
Ler
Conteúdo relacionado -  Internet Segura

Retrato dos Homens e das Mulheres - Edição 2018.

Conjunto de indicadores que percorrem as várias fases da vida em sociedade dos homens e das mulheres em Portugal, apresentando os factos em perspectiva evolutiva, territorial ou comparada com outros países da União Europeia.
Créditos: Pordata
Ler

Raparigas são as mais afectadas por sintomas depressivos na adolescência.

No estudo participaram 2.492 pessoas, avaliados aos 13, 17 e 21 anos de idade. Foram considerados todos os adolescentes nascidos em 1990, que frequentavam escolas públicas e privadas da cidade do Porto.
Créditos: Público
Ler

A inteligência artificial e o futuro do trabalho.

A Inteligência Artificial (IA) é um dos temas candentes da actualidade não só pelo impacto que começou a ter nas nossas vidas, mas sobretudo pelo previsível aumento desse impacto num futuro próximo. De facto, algoritmos de inteligência artificial já fazem parte das nossas vidas: eles estão presentes quando um livro nos é sugerido pela Amazon, ou um filme no Netflix, ou um conjunto de músicas no Spotify. Fico muitas vezes surpreendido com as escolhas que esses algoritmos fazem por mim, parecendo em muitos casos conhecer-me melhor do que eu próprio.
Créditos: De Rerum Natura
Ler

Um Mundo Sem Empregos - Documentário.

Documentário de Philippe Borrel que investiga o fim anunciado do trabalho.

Conteúdo relacionado - A revolução 4.0 traz promessas e perigos

BBVA - Aprendemos juntos.

"¿Cuál es la mayor equivocación en la historia de nuestra especie?", Joaquín Araújo.
Créditos: El País
Ver e ler

Hoje é Dia da Terra. Mas não há tempo para festejar.

Cinco décadas passadas desde o primeiro “Dia da Terra”, nos EUA, a humanidade mais do que triplicou a extracção de recursos naturais do planeta, em actividades que só por si contribuem em 90% para a perda de biodiversidade e são responsáveis por quase metade das emissões de CO2.
Créditos: Público
Ler
Conteúdo relacionado - Dia da Terra 2019
- Dia da Terra celebra-se na segunda-feira, mas o número de animais caiu 40% desde 1970Somos os 99%: para viver num mundo mais justo e sustentável

Mãe, pai: quem é que vos disse que podiam postar isso sobre mim?

Sharenting é um termo que mistura partilha (share) e parentalidade (parenting), designa o fenómeno de os pais publicarem fotografias, vídeos e comentários dos filhos nas redes sociais, e ninguém tem dúvidas de que esses conteúdos até possam ser os mais engraçados da vida dos miúdos. Porém, querem ser eles a ter a última palavra.
Créditos: DN | Life
Ler

Saúde sinalizou perto de 65 mil crianças em risco de maus-tratos em dez anos.

A negligência e os maus-tratos psicológicos são os dois tipos de maus-tratos mais comuns desde que a rede, agora com 269 núcleos espalhados por todo o país, foi criada em 2008. Créditos: Público Ler

O que incomoda crianças na internet e como as capacitar para lidar com riscos?

Os riscos existem na internet mas também nas relações interpessoais. O estudo EU Kids Online questionou as crianças sobre quais são as situações que elas sentem como incómodo e ameaças e a investigadora Cristina Ponto explica os resultados.
Créditos: Tek Sapo
Ler

40ª tertúlia - EDUCAÇÃO Desafios e Política Educativa

Desafios e Política Educativa numa tertúlia sobre Educação realizada no dia 19 de março de 2019, na Escola Superior de Educação de Lisboa, com a participação do Secretário de Estado da Educação, João Costa.

BBVA - Aprendemos juntos.

“Tenemos intelecto ¿Pero somos tan inteligentes?”, Jane Goodall.
Créditos: El País
Ver e ler

Mental health of pupils is 'at crisis point', teachers warn.

Anxiety, self-harm and suicide are rising, finds survey of school leaders and teachers in England.
Créditos: The Guardian
Ler

A necessidade da informação na Saúde Mental.

Existem mitos que podem ser fatais: “quem se quer matar não avisa”. A verdade é que 80% dos jovens avisam que se vão suicidar, sendo que esses avisos não devem ser ignorados, antes levados bem a sério.
Créditos: Observador
Ler

Estudo. Maus tratos na infância cicatrizam o cérebro e aumentam o risco de depressão.

A investigação concluiu que maus tratos na infância causam cicatrizes físicas no cérebro.
Créditos: MAGG | Observador

Ler

Leituras a Oeste | Bibliotecas da Região prontas para receber momentos de leitura.

No dia 23 de abril, os Municípios da Região Oeste assinalam o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor com momentos de leitura para todos. Uma iniciativa promovida pela Rede Intermunicipal de Bibliotecas do Oeste.
Créditos: Oeste | Comunidade Intermunicipal
Ler

Conteúdo relacionado
- Folheto de divulgação

Que educação para o 50º aniversário do 25 Abril?

A educação é como um comboio ao qual se têm que ir mudando as rodas sem o poder parar. Não só há problemas que persistem, como também as necessidades educativas continuam a aumentar exponencialmente.
Créditos: Observador
Ler

“Diga ao meu filho para deixar de jogar”. Psicólogo prescreve bom senso.

Pedro Hubert é especialista em dependência no jogo e esteve nas Três da Manhã para comentar um estudo recente, segundo o qual um terço das crianças corre o risco de ficar dependente de videojogos.
Créditos: Crianças a torto e a Direitos
Ler

Salvem o planeta como a Notre-Dame, pediu Greta Thunberg no Parlamento Europeu.

A jovem activista discursou no Parlamento Europeu e pediu que os líderes europeus salvassem o mundo como vão salvar a catedral. Greta Thunberg apelou à necessidade de agir rápido, antes que os danos sejam irreversíveis: “Vamos ter que mudar para ‘modo catedral’.”
Créditos: Público
Ler e ver

Não dêem às notas a importância que elas não têm.

Por favor, as crianças saudáveis não tiram sempre boas notas! Aprendem com os erros. Precisam dos enganos. E crescem com os insucessos. Haverá, por acaso, bons alunos sem bons professores?
Créditos: Observador
Ler

BBVA - Aprendemos juntos.

"Dos historias sobre el gran proyecto de la humanidad", José Antonio Marina.
Créditos: El País
Ver e ler

NOESIS - Notícias da Educação.

Boletim do mês de abril da revista Noesis, publicada pela Direção-Geral da Educação. 
Créditos: dge-mec
Ler

Bater nos filhos aumenta risco de doença na idade adulta.

Estudos com 5.300 crianças revela que 10% estão expostas a violência grave, o que afeta funcionamento do sistema imunitário.
Créditos: Jornal de Notícias | Crianças a torto e a Direitos

Ler

Como o álcool pode destruir o cérebro de um adolescente.

Estima-se que os jovens começam a beber álcool aos 13,8 anos de idade e que esta é a primeira droga a surgir na vida destes adolescentes. Saiba que efeitos pode ter.
Créditos: DN | Life
Ler
Conteúdo relacionado - As bebedeiras instantâneas dos miúdos

A transição do papel para o digital não é neutra.

Investigadores europeus, que analisam o impacto dos meios digitais nas práticas de leitura, pedem cautela aos professores e educadores. A mudança tecnológica, do papel para o digital, não pode ser feita à pressa para não “estragar” o trabalho feito na compreensão, competências e pensamentos dos mais novos.
Créditos: Educare
Ler

Crianças aprendem a refletir e dialogar com sessões de filocontos.

A autarquia de Santa Maria da Feira promove, desde 2018, sessões de filocontos para crianças. Atividade decorre aos sábados na biblioteca municipal da cidade.
Créditos: JN
Ver

Festival Internacional de Chocolate está a chegar a Óbidos.

Prepare-se. Há dezenas de esculturas feitas de cacau, workshops e muita festa.
Créditos: NIT
Ler

Brincar com a violência ajuda crianças a lidar com violência real.

Se ainda pensa que tudo na vida é preto e branco, só bom ou só mau – como era de esperar que fossem as brincadeiras de crianças, de um lado, e a violência, do outro –, especialistas em desenvolvimento dizem que se calhar não estão em campos tão opostos quanto isso.
Créditos: DN | Life
Ler

É brincando que se aprende: a importância do brincar para o desenvolvimento infantil.

Brincar é uma das maneiras mais naturais e divertidas de formar conhecimento. Até mesmo na adolescência e na fase adulta, é preciso nos sujeitarmos a novas experiências, dramatizações e a muita sujeira para testarmos ideias e aprendermos novas lições. Contudo, muitos pais ainda têm dúvidas ao lidar com as brincadeiras da criançada: o que é saudável para cada fase? Quando ter contato com a tecnologia? 
Créditos: Novos Alunos
Ler

Crianças assistiram a mais de 84 mil casos de violência doméstica em oito anos.

As forças de segurança registaram 84.767 situações de violência doméstica que foram presenciadas por crianças ou jovens.
Créditos: SIC Notícias
Ler